O CAMINHO ERRADO DE UM FILHO DE SANTO

Direitos e direitos.

O filho de santo chega na  casa de Santo e diz, vou sair do axé, minha vida não anda, não tenho caminho, estou todo trancado; parece que não tenho sorte, fiz meu santo e nada mudou em minha vida.  Aliás ficou bem pior.

O pai de santo ficou parado e muito pensativo e depois de alguns minutos respondeu. É meu filho sabe que você está certo!

Depois que você fez seu santo só voltou aqui na roça do candomblé hoje, e já se passaram meses que vc não vem ver seu santo, bater cabeça e cuidar de seus deveres para com o seu sagrado, está tudo da mesma forma que foi feito. Seu santo está cheio de poeira seu otá está seco como as terras do nordeste e sua quartinha está vivendo a falta de água há muito tempo; seu orixá nunca viu um osé, nem uma vela, que dirá uma oferenda.

Quando você fez seu santo eu dei tudo de bom coração os bichos, as roupas… Eu estava acreditando que você iria melhorar, caminhar, achar seu caminho, Mas nada adiantou pra sua pessoa!!

Na verdade, o defeito não está na casa do candomblé, nem no axé, muito menos em minha mão. Na verdade o maior problema está em você mesmo!

Mas, para lhe confortar você não e o único a não cuidar de seus santos tem muita gente aqui na roça como você e o pior que eles também desfrutam das mesmas atitudes e do mesmo pensamento por isso estão todos vivendo as mesmas coisas que você.

Mas para mim, foi tudo de bom. Hoje eu sei que tudo tem que partir dos nossos esforços, tudo que vem  na vida sem  empenho, dedicação e trabalho não tem valor nenhum, foi mais uma lição pra mim do que pra você.

Acredito que se relacione com minha formação enquanto sacerdote. E o pior que tem muita gente assim, que reclama de sua casa, de seu axé, da mão de seu pai ou mãe de santo, mas eles não fazem nada, nem para eles, nem para o orixá deles. NUNCA TEM TEMPO!!  Mas querem que toda a sorte do mundo esteja sobre a vida deles. Interessante que ao se afastar da casa, encontram TODO O TEMPO do mundo para buscar contato com seus outros irmãos que estão na mesma situação e falarem mal de sua casa. Uai, o tempo apareceu….

Só me lembro de meu amado e falecido Pai de Santo que dizia: “quem com porcos anda, farelo come.”

Vivendo um dia de cada vez, para entender melhor o ser humano que tratamos todos os dias em nossas casas  de axé.” Mas feliz, muuuuito feliz com minha vida e daqueles meus filhos que seguem o que aprenderam comigo…. ahhhh e que aprenderam que Deus ajuda a quem cedo madruga e corre atrás.

 

Créditos texto do Baba William Souza

MANIFESTO DA SENZALA

Olá,
Eu acabei de assinar o abaixo-assinado “Prefeitura do Município do Rio de Janeiro-RJ: MANIFESTO DA SENZALA” e queria saber se você pode ajudar assinando também.
A nossa meta é conseguir 100 assinaturas e precisamos de mais apoio. Você pode ler mais sobre este assunto e assinar o abaixo-assinado aqui:
https://www.change.org/p/prefeitura-do-munic%C3%ADpio-do-rio-de-janeiro-rj-manifesto-da-senzala?recruiter=625069241&utm_source=share_petition&utm_medium=email&utm_campaign=share_email_responsive
Obrigado!
Nildo

AÇÃO EM CONJUNTO

É COM MUITA ALEGRIA QUE INFORMAMOS QUE NO PRÓXIMO SÁBADO DIA 12 DE NOVEMBRO ESTAREMOS REALIZANDO UM DIA DE AÇÃO SOCIAL EM CONJUNTO COM A SECRETARIA MUNICIPAL DE ENVELHECIMENTO ATIVO E COM O Ciep Ministro Marcos Freire.
SERÃO REALIZADOS 250 EXAMES OFTALMOLÓGICOS; 250 EXAMES DE GLICOSE E AFERIÇÃO DE PRESSÃO; 60 CONSULTAS DE HIGIENE BUCAL E 60 ATENDIMENTOS COM MASSOTERAPEUTA.
É A CASA DE CANDOMBLÉ LEVANDO AÇÕES PARA SUA COMUNIDADE E COM ISSO SE FAZENDO FORTE SÓCIO POLITICAMENTE.

img-20161108-wa0001

Independente do resultado que as urnas nos trouxerem, há que pensarmos em muitas coisas:

1) Há cerca de 10 anos estamos avisando do projeto de poder – em franco desenvolvimento – da IURD no Brasil. No início, todos duvidavam. Nos últimos 15 anos, o PT, através de sua aliança estratégica com a IURD para combater o sistema Globo – permitiu que esta ‘igreja’ se aparelhasse no Estado. Foi nos governos petistas que a IURD avançou pela África e países parceiros do Brasil, com apoio governamental e conivência do partido. Além, é claro, de neste período, as concessões de rádios e TVs para as igrejas ter tido um aumento exponencial;

 

2) Hoje ninguém mais pode negar que a IURD é um projeto teocrático de poder de proporção mundial. Nós avisamos, mas os partidos que se dizem progressistas estavam (e continuam estar) mais interessados nos currais eleitorais das igrejas que copiaram o modelo IURD do que na disputa conceitual e programática;

 

3) O avanço do fundamentalismo e o estreitamento das pautas políticas rumo à contemporaneidade, em larga medida, se devem à institucionalização das igrejas neopentecostais como parceiras dos partidos ‘de esquerda’ e desses governos. Por certo, que não é preciso falar que essas igrejas jamais deixaram suas práticas fascistas e sempre se mantiveram como amante dos bastiões da extrema-direita;

 

4) As duas últimas eleições no Rio de Janeiro já deveriam ter acendido o sinal de alerta para o perigo desta relação promíscua entre partidos e igrejas visando a ocupação do Estado. É bom lembrar que no segundo turno da eleição a governador em 2014, em que disputaram Pezão (PMDB) e Crivella (PRB), o PSOL – para não sujar as mãos – liberou a base e deu um recado objetivo para nós, do povo de santo: danem-se! Afinal de contas, Daciolo (o neopentecostal do PSOL e que representava o setorial evangélico do partido) já havia sido eleito com os votos bovinos da Igreja;

 

5) Aliás, para além da candidatura do Freixo, não vi nem soube de uma posição institucional do PSOL em relação ao seu setorial evangélico e de como o partido irá se conduzir em relação a esses eleitores – que têm todo direito de se expressarem politicamente, mas que precisa ter um alinhamento político em relação as pautas relativas ao enfrentamento do projeto teocrático em andamento;

 

6) Também não sei como o PSOL, assim como os partidos ditos ‘progressistas’ (PT, PCdoB) irão se comportar diante das pautas que envolvem a sacralização de animais nos terreiros – que, ao que parece, é a menina dos olhos da bancada evangélica em nível nacional;

 

7) Não me lembro do investimento de nenhum desses partidos nas candidaturas do Povo de Santo. Mas, todo mundo sabe que nós – apesar de não termos estrutura financeira para eleger os nossos – sabemos fazer barulho e possuímos legitimidade para o embate contra este projeto de extrema direita que vem se abatendo sobre todos nós;

 

8) O Povo de Santo não lava dinheiro do tráfico nem da milícia, não faz pregação em presídio, não faz proselitismo e sequer é considerado como aliado estratégico nem dos partidos de esquerda e, muito menos, dos partidos de direita. Apenas somos usados quando os convêm. Este uso abusivo das nossas pautas em época eleitoral nos afronta. Há que pensarmos em nossa própria sobrevivência. Nas próximas eleições, daqui há dois anos, não será diferente.

 

Tenho mais uns quinhentos pontos para pensar, mas parei no oito porque estou regida por Ejonile nesses últimos dias. E que continue assim.

 

Benção aos mais velhos e mais novos.

ADOREI O TEXTO E RESOLVI POSTAR..

“Sou feita de retalhos. Pedacinhos coloridos de cada vida que passa pela minha e que vou costurando na alma. Nem sempre bonitos, nem sempre felizes, mas me acrescentam e me fazem ser quem eu sou.

 

Em cada encontro, em cada contato, vou ficando maior… Em cada retalho, uma vida, uma lição, um carinho, uma saudade… que me tornam mais pessoa, mais humana, mais completa.

 

E penso que é assim mesmo que a vida se faz: de pedaços de outras gentes que vão se tornando parte da gente também. E a melhor parte é que nunca estaremos prontos, finalizados… haverá sempre um retalho novo para adicionar à alma.

 

Portanto, obrigada a cada um de vocês, que fazem parte da minha vida e que me permitem engrandecer minha história com os retalhos deixados em mim. Que eu também possa deixar pedacinhos de mim pelos caminhos e que eles possam ser parte das suas histórias.

 

E que assim, de retalho em retalho, possamos nos tornar, um dia, um imenso bordado de ‘nós’.”